Crítica Killing Eve S3: humor e excentricidade

Criada por Phoebe Waller-Bridge, a série Killing Eve foi um sucesso momentâneo. A história de fascinação e ódio entre Villanelle (Jodie Comer) e Eve Polastri (Sandra Oh) facilmente seduziu a todos com seu texto fluído e inteligente, ótimas atuações e direção sólida. Enquanto Emerald Fennell conduziu o segundo ano da atração, o terceiro ficou por…

Crítica Killing Eve S2: sedução e perigo

Ela é sedutora. Podemos dizer que também é divertida, a seu modo. Muito inteligente, tanto que pode facilmente se aborrecer com as pessoas. Ótima no seu trabalho, apesar de desnecessariamente chamativa. Também é uma psicopata que não pensa duas vezes ao decidir matar alguém. Villanelle (Jodie Comer) é a vilã pelo qual tanto pedimos –…

Crítica Killing Eve S1: a arte de matar

Villanelle (Jodie Comer) é impiedosa. Psicopata, realiza os assassinatos a ela encomendados sem remorso algum. Por mais que domine a arte de matar magistralmente, passa a deixar rastros intencionais, que são seguidos por Eve Polastri (Sandra Oh), uma oficial do serviço secreto britânico MI5. Elas começam a desenvolver uma obsessão uma pela outra – e…