Crítica Only Murders in the Building S2: o mesmo encanto

Only Murders in the Building, comédia criada por John Hoffman e Steve Martin, revelou-se uma das boas surpresas do ano passado. Sua primeira temporada foi encantadora e trouxe uma sintonia peculiar entre os protagonistas Charles-Haden Savage (Martin), Oliver Putnam (Martin Short) e Mabel Mora (Selena Gomez). Assim com os fãs do fictício podcast gravado pelo…

Crítica Killing Eve S4: fim para esquecermos

Killing Eve, produção televisiva criada pela magistral Phoebe Waller-Bridge com base no livro Codename Villanelle, de Luke Jennings, conseguiu unir em boa parte de sua jornada uma série de elementos que a tornaram ótima: atuações robustas, roteiro instigante com pitadas de humor certeiro, sensualidade, adrenalina e cenários lindos em vários países. Logo, após três temporadas…

Crítica Sandman S1: uma boa atração

Confesso que comecei a assistir à série Sandman, da Netflix, sem muita expectativa. Apesar da adaptação televisiva de Neil Gaiman, David S. Goyer e Allan Heinberg ter uma recepção favorável, meu contato anterior com Gaiman não fora dos melhores. Não gostei de American Gods, tanto o livro quanto a série. A mistureba mitológica do autor…

Crítica Irma Vep: metalinguagem formidável

O filme seriado francês Les Vampires, disponibilizado nos anos 1910, foi um sucesso. Escrito e dirigido por Louis Feuillade, o trabalho de dez partes que totalizam sete horas de duração traz protagonistas que tentam frear a gangue conhecida como Os vampiros – o nome não tem ligação com os seres míticos. Com uma roupa justa…

Crítica Queer as folk (2022) S1: não empolga

A primeira versão de Queer as folk, criada por Russell T. Davies, foi um marco para a comunidade LGBTQIAP+, em especial gays, até então muito marginalizados no cinema e na televisão. O programa logo ganhou uma adaptação norte-americana quase idêntica, isso lá na virada do século, início dos anos 2000. Cerca de duas décadas depois…

Crítica The Dropout: falsifique até (não) conseguir

Uma única gota de sangue. Elizabeth Holmes prometia revolucionar a forma como os exames de sangue são feitos. Vendeu sua ideia para a elite econômica e conseguiu a injeção de milhões de dólares na Theranos, start-up que fundou com o propósito de construir a tal máquina do progresso. Ao lado de Ramesh “Sunny” Balwani, parceiro…

Crítica Pam and Tommy: Lily James e Sebastian Stan arrasam

É bem provável que Pamela Anderson tenha, ao lado de Kim Kardashian, uma das sex tapes mais famosas já vazadas. Os dois fatos mencionados, entretanto, tiveram contextos bem diferentes, bem como repercussões díspares na vida das envolvidas. Anderson não era o alvo do ódio do eletricista Rand Gauthier, que furtou o cofre de Tommy Lee,…

Crítica Barry S3: sem propósito

Um matador de aluguel pode mudar de vida? Na série Barry, da HBO, o personagem-título até tenta, mas tem cada vez mais dificuldade de deixar seus assassinatos no passado. Criada por Alec Berg e Bill Hader, este último também protagonista, a produção já nos ofereceu momentos brilhantes nessa jornada agridoce. Durante duas temporadas, conseguiu nos…

Crítica Abbott Elementary S1: nos representa

Produções norte-americanas ambientadas em escolas quase sempre nos dão sensação de inferioridade – exceto aquelas com tiroteios, que fazem lembrar o quão idiota é a política armamentista dos EUA. Tirando essas, há problemas de bullying, entre outros conflitos, mas de modo geral as escolas são boas. Há estrutura física decente, professores, material escolar. Falta alma,…

Crítica Hacks S2: opaca

A comédia Hacks estreou com vigor no ano passado. A criação de Lucia Aniello, Paul W. Downs e Jen Statsky veio para bater de frente com Ted Lasso, outra queridinha da crítica e do público. Foi um embate sem mortos e feridos, já que ambas coletaram prêmios importantes e criaram grande expectativa para a segunda…

Crítica The Marvelous Mrs. Maisel S4: nos faz gargalhar

Houve uma época que, ao falar de comédia, eu fazia associação direta com sitcom. Nos últimos anos, entretanto, comecei a ligar o gênero a maneiras mais refinadas de produção. Na busca por densidade, muitas dão um passo para o lado e injetam doses consideráveis de drama, borrando linhas imaginárias. The Marvelous Mrs. Maisel, série criada…