Crítica Never Have I Ever S2: cruel

Uma das novas queridinhas da Netflix, a série Never Have I Ever voltou para sua segunda temporada após um bom primeiro ano. Criada por Lang Fisher e Mindy Kaling, a produção acompanha os dramas de Devi (Maitreyi Ramakrishnan), adolescente indiana que vive nos EUA e se recupera da dor da perda do pai. A atração…

Crítica Love, Victor S2: melhor e mais complexa

Love, Victor, série teen criada por Isaac Aptaker e Elizabeth Berger, ambientada no mesmo universo do filme Love, Simon, está de volta – e em melhor forma na sua segunda temporada. A comédia dramática dá continuidade à história após Victor (Michael Cimino) revelar sua homossexualidade para os pais. Isabel Salazar (Ana Ortiz), a mãe, é…

Crítica Hacks S1: o triunfo de Jean Smart

De um lado temos Deborah Vance (Jean Smart), comediante famosa prestes a completar 2,5 mil shows em sua residência em Las Vegas. Do outro, Ava (Hannah Einbinder), escritora de 25 anos que acabou de ser “cancelada” por causa de um tweet. A necessidade une as duas protagonistas de Hacks, comédia da HBO Max criada por…

Crítica The Flight Attendant S1: o protagonismo de Kaley

A comissária de bordo Cassie Bowden (Kaley Cuoco) é uma mulher independente que sofre com alcoolismo. Seu comportamento errático faz com que determinado dia acorde ao lado do cadáver de Alex Sokolov (Michiel Huisman) em um hotel em Bangkok. De ressaca e sem lembranças da noite passada, faz a mínima ideia do que aconteceu com…

Crítica Girls5eva S1: comédia empoeirada

Girls5eva, título da série e do grupo musical fictício sobre o qual a história é centrada, é uma comédia que tem em sua primeira temporada oito episódios de meia hora. No enredo, Dawn Solano (Sara Bareilles), Summer (Busy Philipps), Gloria (Paula Pell) e Wickie (Renée Elise Goldsberry) se reúnem cerca de duas décadas após o…

Crítica Emily in Paris S1: boba, mas apreciável

Emily (Lily Collins) é uma norte-americana de Chicago que vai a Paris acompanhar os trabalhos de uma empresa francesa incorporada por aquela que ela representa. A sua perspectiva de marketing colide com a de seus novos colegas, que não recebem bem a estrangeira que nem ao menos sabe falar a língua do país para o…

Crítica The Great S1: humor e golpe

Catherine, a Grande, era alemã. Quando chegou em São Petersburgo, todavia, já era russa em seu coração – tanto que se converteu à religião ortodoxa e deixou para trás o nome de batismo, Sophie of Anhalt-Zerbst. Casou-se ainda adolescente com o príncipe Peter III, em 1745. A tumultuosa relação deu frutos, entre eles Paul I,…

Crítica Ted Lasso S1: amável vitória

Um esporte é chamado de futebol americano e outro, simplesmente futebol.  Ted Lasso (Jason Sudeikis), treinador de um clube do primeiro referido, nos Estados Unidos, é convidado por Rebecca Welton (Hannah Waddingham) para coordenar os jogadores do AFC Richmond, time que disputa a Premier League, na Inglaterra. O enredo, muito simples em sua forma e…

Crítica What We Do in the Shadows S2: humor e sangue

Viril, sedutor, irresistível. O arquétipo do vampiro traz traços de um ser mítico e sexy que habita as sombras. Na maioria das vezes, mas nem sempre. O insaciável bebedor de sangue também pode ser desajeitado e pouco atrativo. Com personagens excêntricos e carismáticos, What We Do in the Shadows revela uma face mais destrambelhada desses…

Artigo: Parks & Recreation e personagens unidimensionais

Parks & Recreation, comédia criada por Greg Daniels e Michael Schur, já tem seu lugar guardado na história da televisão norte-americana. É um daqueles trabalhos com narrativa ímpar que nos deixa apaixonados rapidamente. Leslie Knope, vivida pela gloriosa Amy Poehler, e sua equipe são insuperáveis tratando-se de arrumar confusão na ficcional Pawnee, localizada no estado…

Crítica Love, Victor S1: uma série fofa

O filme Love, Simon, de 2018, foi a primeira grande produção de um estúdio de cinema a focar em um romance adolescente gay. Com base no livro Simon vs. the Homo Sapiens Agenda, de Becky Albertalli, a película de Greg Berlanti trouxe uma história leve e terna. O sucesso deu sinal verde para uma série…

Crítica Hollywood: da realidade ao sonho

Ryan Murphy tem sido muito eficaz em dramatizar histórias reais na televisão. Dois bons exemplos são Feud e American Crime Story. Enquanto a primeira minissérie trouxe o confronto épico entre Bette Davis e Joan Crawford, a segunda nos apresentou os casos policiais envolvendo O.J. Simpson e Gianni Versace. Ao lado de Ian Brennan, desta vez…