Crítica Years and Years: os descaminhos da política

Mostrar um futuro distópico é assunto recorrente no cinema e na televisão. Há bons exemplos, como Mad Max e, mais recentemente, The Handmaid’s Tale, que conseguem transmitir diferentes mensagens. Atualmente, a ascensão de políticos populistas a postos de projeção mundial, como os casos de Trump e Johnson, faz com que o vislumbre de como serão…

Crítica When They See Us: racismo institucional

Ava DuVernay é um dos grandes nomes da indústria cultural na atualidade. Ela não apenas entrega obras tecnicamente impressionantes, mas também aborda um tema que necessita enfretamento de todos: o racismo. A grande prova do seu comprometimento está em sua filmografia. O drama Selma, baseado em um fato histórico vivido por Martin Luther King, é…

Crítica Fosse/Verdon: o encontro de dois talentos

Bob Fosse e Gwen Verdon foram mais do que marido e mulher. O amor um pelo outro nasceu em comunhão com a paixão desenfreada pela dança, pelo teatro, pelo cinema, pela arte, pela cultura. Durante décadas, eles entregaram seus corpos e suas almas para a apreciação do público. Hoje, passado bom tempo da morte de…

Crítica Escape at Dannemora: drama prolongado

Richard Matt (Benicio Del Toro) e David Sweat (Paul Dano) são dois detentos da prisão Clinton Correctional Facility. Ambos envolvem-se sexualmente com a funcionária Tilly Mitchell (Patricia Arquette), que, em contrapartida, leva presentes para eles. Entre os itens entregues estão aqueles necessários para viabilizar a fuga dos presos. Baseada nessa história real, que ocorreu em…

Crítica Black Mirror S5: uma leva que não entusiasma

Costumamos dizer que menos é mais. Ou seja, no mundo das séries reduz-se o número de episódios para, consequentemente, aumentar a qualidade do material. Uma premissa válida em muitos casos. Todavia, falha em outros. Um exemplo recente é Game of Thrones, que tentou condensar uma trama muito complexa em lamentáveis seis capítulos e não teve…

Crítica Chernobyl: arrogância e mentiras

Um desastre nuclear de proporções imensas. Milhões de vidas em perigo e, enquanto isso, uma teia de mentiras acobertando o que de fato ocorreu e ainda poderia ocorrer. Uma corrida contra o tempo para a catástrofe não ser ainda maior. Muitas pessoas expostas ao perigo por causa de uma mistura de arrogância, ignorância e descaso….

Crítica True Detective S3: passado que assombra

True Detective, antologia da HBO criada por Nic Pizzolatto, estreou em 2014 da melhor maneira possível. Cary Joji Fukunaga conduziu com maestria a história da dupla vivida por Matthew McConaughey e Woody Harrelson. O trabalho não apenas rendeu boa audiência, mas também uma infinidade de prêmios e indicações. Então veio o segundo ano, em 2015,…

Crítica A Very English Scandal: amor e hipocrisia

Baseada em uma história real, a minissérie A Very English Scandal traz como protagonista Jeremy Thorpe (Hugh Grant), um político liberal que foi membro do parlamento britânico nos anos 1960 e 1970 e acabou virando manchete dos jornais ao ser acusado de tentar matar um ex-amante seu, Norman Josiffe (Ben Whishaw). Escrita por Russell T…

Crítica American Horror Story S8: nostalgia

No ano de sua estreia, American Horror Story, uma criação de Brad Falchuk e Ryan Murphy, deu o que falar. A mistura caprichada de terror e drama encantou e jogou luz para um formato televisivo que logo foi repetido por outras atrações: a antologia. Uma nova temporada, uma nova história. Se Murder House nos apresentou…

Crítica The Sinner S2: rituais e mortes

Após se tornar uma das produções televisivas com melhor recepção do público no ano passado, The Sinner, minissérie prevista para ter temporada única, foi renovada para um segundo ano. Nesta nova safra de episódios, a produção de Derek Simonds deixou de lado o caso de Cora Tannetti (Jessica Biel), que eventualmente é mencionada, e levou…

Crítica Sharp Objects: cicatrizes que carregamos

Camille Preaker (Amy Adams) é uma repórter que abusa do álcool para remediar as dores que carrega consigo há anos. A morte da sua irmã, ainda na infância, e a relação complicada com a mãe foram alguns dos fatores que a levaram a cometer atos contínuos de autoflagelo, inclusive fazendo com que ela fosse internada…

Crítica Maniac: conexões e enfrentamento

O que é real? Essa pergunta martela o tempo todo na cabeça de Owen Milgrim (Jonah Hill), jovem com esquizofrenia que é deixado de lado por sua família rica por causa da doença. Sozinho e desempregado, ele acaba aceitando participar como cobaia de um tratamento farmacêutico radical que promete reparar os problemas da mente. Como…