Crítica Game of Thrones S7E3: o veneno da vingança

O terceiro episódio da sétima temporada de Game of Thrones, The Queen’s Justice, trouxe um dos momentos mais aguardados pelos fãs da série. Finalmente os parentes Targaryen, Daenerys (Emilia Clarke) e Jon Snow (Kit Harington), ficaram frente a frente. A recepção em Dragonstone teve direito a voo de dragões e tudo. Entretanto, quem esperava o início de uma aliança duradoura desde já, assim como eu, estranhou um pouco o desenrolar dos fatos.

Alguém mais ficou um tanto frustrado com o encontro da mãe dos dragões e o João das Neves? Por mais que a atitude arredia dos dois seja condizente com suas trajetórias, esse anticlímax não condiz com o resto da temporada, que avança a passos largos.

De qualquer forma, mesmo com certa animosidade, ao menos Daenerys aceitou entregar vidro de dragão para o rei no Norte, um indicativo do óbvio: vai demorar mais do que o esperado, mas os dois, provavelmente ao lado de Tyrion (Peter Dinklage), ainda vão sobrevoar o céu dos Sete Reinos montados nos enormes monstros cuspidores de fogo.

 

 

Ainda em Dragonstone, que se tornou o ponto mais movimentado do início deste ano, Melisandre (Carice van Houten) diz para Varys (Conleth Hill) que irá para Volantis. Provavelmente a personagem irá retornar apenas na reta final do próximo ano, caso sua ida para o outro lado do Mar Estreito não seja acompanhada pela produção. Em um primeiro momento, parece algo positivo, já que ela estava meio inútil após os acontecimentos chocantes na Muralha e suas proximidades.

Já em algum ponto no mar, Theon (Alfie Allen) foi socorrido. Bem que queria sentir raiva dele, mas não consigo. Só pergunto por que ele ainda está vivo na série, qual o seu destino nesse jogo. Agora, o personagem parece tão descartável quanto o Cão de Caça (Rory McCann). Todavia, a atração não tem o costume de manter personagens inúteis, muito pelo contrário. Logo, fica a curiosidade.

 

Leia a crítica de Game of Thrones S7E2

 

Enquanto um Greyjoy é socorrido, outro sofre em praça pública. Euron (Pilou Asbæk) levou Yara (Gemma Whelan) junto para Porto Real quando foi entregar Ellaria Sand (Indira Varma) e a filha para Cersei (Lena Headey). Vale destacar que Euron está se tornando o vilão que faltava na série. Seu diálogo com Jaime (Nikolaj Coster-Waldau) foi ótimo. O personagem traz uma dose de loucura que quebra o clima muitas vezes mórbido e formal em excesso.

Ainda na capital dos Sete Reinos, Cercei finalmente consegue sua vingança ao envenenar a filha da mulher que matou Myrcella. Foi a melhor cena do capítulo, com direito a muito choro de Ellaria, que talvez consiga sobreviver para ver a rainha sucumbir – tudo depende do sucesso e da pressa de Khaleesi.

A diabólica Lannister ainda teve tempo para encher o irmão de amor e mostrar que manda na porra toda ao abrir a porta do quarto sem escondê-lo. Além disso, conseguiu ter ao seu lado um importante aliado, o Banco de Ferro de Bravos, que não gosta da ideia de ver a escravidão acabar. Uma pequena cena que foi um verdadeiro soco no estômago.

No Norte, tivemos Bran (Isaac Hempstead Wright) finalmente chegando em Winterfell e reencontrando a irmã Sansa (Sophie Turner). Vocês também acharam ele bem cruel ao falar sobre o passado dela? Socorro.

E mais uma vez, o episódio acabou em combate, dois desta vez. Em Rochedo Casterly, Verme Cinzento (Jacob Anderson) toma a cidade deixada às moscas. Já em Highgarden, Jaime triunfa na invasão e mata uma das melhores personagens de Game of Thrones: Lady Olenna (Diana Rigg). Para mostrar o quão maravilhosa ela é, obviamente foi embora com uma fala impactante. Após tomar o veneno, admitiu que matou Joffrey e pediu para que o Lannister contasse para a irmã. Deixará muita saudade, Olenna.

Assim, com tais movimentações, o cenário se mostra cada vez mais frágil para Daenerys. Já no primeiro episódio deste ano ficava claro que a intenção era deixar as duas rainhas em pé de igualdade para a disputa. Certamente teremos uma grande batalha na reta final da temporada, que se aproxima com rapidez incrível.

 

Melhor personagem do episódio: Lady Olenna.

Melhor cena: Ellaria vendo a filha ser envenenada.

 

Nota (0-10): 8

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s